fbpx

1001 argumentos incontestáveis sobre a desospitalização e as vantagens do Home Care

1001 argumentos incontestáveis sobre a desospitalização e as vantagens do Home Care

Dr. Ormeu tinha 990 motivos para defender a desospitalização.

Quando Dr. Ormeo defendeu com paixão a desospitalização que recomendara ao Hospital Modelo, os mantenedores o desafiaram.

Dr. Ormeu é um médico renomado. É reconhecido como uma referência na especialidade de geriatria. Há 23 anos ele atua, também, como consultor de gestão hospitalar. Isso fez com que fosse convidado para ministrar palestras por todo o país, fato que vem projetando cada vez mais o renomado profissional.

Certa vez, Dr. Ormeu apresentou em uma de suas palestras o caso do Hospital Modelo. Aquela instituição era também considerada uma referência, mas vinha experimentando um problema que parece “uma praga” nos hospitais das grandes e, até mesmo, pequenas cidades: superlotação e incapacidade de ampliar o atendimento de forma sustentável. A julgar pela animação da audiência, o “case” é um dos melhores de suas palestras.

Dr. Ormeu conta que apresentou aos mantenedores do Hospital Modelo um conceito muito difundido em países mais desenvolvidos, mas que não é uma criação deles. Em suas palavras, trata-se de um “resgate às origens humanitárias de cada indivíduo”: a desospitalização. Ele foi desafiado a apresentar evidências e foi inconteste: mostrou os números e a documentação das duas últimas experiências.

Em quatorze hospitais diferentes que, em média, tinham 300 leitos, Dr. Ormeu realizou um esforço para se reduzir um único dia de permanência de cada paciente hospitalizado. O resultado foi de que, ao longo de um ano, 990 espaços foram aberto para o atendimento de outros pacientes.

Mas isso não bastava. Eram necessários bons motivos para garantir a recuperação dos pacientes “desospitalizados”.

Dr. Ormeu é um personagem fictício, mas a essência da história é verídica

A desospitalização segura, portanto, não é só motivo de debates médicos, mas uma prática que vem crescendo e se popularizando cada vez mais. Afinal, pessoas com necessidades especiais podem viver no lugar mais sagrado que existe: o Lar!

Ir para casa é menos arriscado

“Ir para casa não é mais arriscado do que permanecer dentro do hospital; pelo contrário. O paciente que permanece internado por um longo período de tempo está mais sujeito a infecções por bactérias de origem hospitalar, por exemplo”. Essa é a opinião da Dra. Mirella Massolo, coordenadora do Núcleo Interno de Regulação do Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, PR. (Fonte: Diário Indústria & Comércio)

Os especialistas concordam com a Dra. Mirella. Também há um histórico grande de usuários e familiares que relacionam muitas vantagens para a recuperação do paciente na modalidade de Home Care. Além das 990 evidências do Dr. Ormeu, conheça mais 11 argumentos incontestáveis sobre a desospitalização e as vantagens do Home Care:

  1.  Riscos hospitalares – O  contato que o paciente tem com outros enfermos no hospital potencializa o risco de se contrair doenças que não tinha anteriormente. Além disso, também pode agravar seu quadro clínico, aumentando o tempo de recuperação.
  2. Menos contaminações – A contaminação é maior quando os pacientes permanecem por longos períodos nos leitos. Diminuir significativamente a quantidade de bactérias circulantes no hospital minimiza os casos de infecção hospitalar. Isso contribui com o bem-estar de quem precisa ficar internado naquele local e dos profissionais que lá trabalham.
  3. Maior mobilidade – Os profissionais e familiares atestam que a falta de mobilidade por estar no leito hospitalar aumenta o risco de trombose e outros problemas circulatórios ou dermatológicos. As escaras são um aspecto dramático desses problemas.
  4. Mais conforto e privacidade – A recuperação está diretamente relacionada, também, a um ambiente aconchegante e conhecido. A verdade é que os pacientes se recuperam mais rápido em casa.
  5. Maior convívio social e, principalmente, contato com a família – Faz parte do aconchego contar com a presença frequente dos familiares. Mais digno de nota, esse benefício comprovado para a recuperação não é típico nos hospitais, já que, neles, as visitas são restritas a curtos períodos e o paciente fica, na maior parte das vezes, em contato com desconhecidos.
  6. Alimentação – Se os acompanhantes têm dificuldade em se adaptar às refeições do hospital, imagine os pacientes. Quando isso acontece, é típico que se alimentem pouco. Nesse caso a própria recuperação fica prejudicada. Em casa a comida pode ser preparada da maneira com que os pacientes estão acostumados, mesmo seguindo as orientações médicas sobre restrições alimentares.
  7. Atendimento diferenciado – O atendimento diferenciado caracteriza-se por estar mais adequado às necessidades e preferências de quem o recebe. Só isso já explica a preferência dos pacientes em estarem recuperando-se em casa.
  8. Equipe multiprofissional especializada no acompanhamento a evolução do paciente – Ser recebido e acompanhado par uma mesma equipe multifuncional (médico, enfermeiro, agente de enfermagem, nutricionista, fisioterapeutas etc) faz a maior diferença para a segurança, aconchego e, em consequência, para a recuperação do paciente.
  9. Serviços, equipamentos e procedimentos complementares – Quem contrata um serviço de Home Care, especializado e acreditado, conta com um suporte abrangente que oferece, ainda mais, um amplo leque de serviços e equipamentos de acordo com a necessidade de cada um. Os melhores resultados são obtidos quando, no momento exato, as necessidades de cada paciente são atendidas de forma adequada.
  10. Economia de tempo e dinheiro – Quando os recursos de tempo e dinheiro são fundamentais? Sempre! “Na ponta do lápis” é possível comprovar que os serviços de Home Care, frutos de uma desospitalização, reduzem o tempo da recuperação e do sofrimento do paciente, além de reduzir os gastos da família e da sociedade com esse tratamento. Devido a isso que há planos de saúde que já dão suporte à opção de Home Care.
  11. Recuperação mais rápida – Como já foi dito, o tempo de recuperação é menor. As vantagens disso são muitas que vão, mais importante, do bem estar do paciente e à sua volta com as melhores condições possíveis, até ao benefício social de tê-lo de volta à normalidade.

A Imperial Home Care é acreditada pela ONA (Organização Nacional Acreditadora Credenciada pelo Instituto Brasileiro pela Excelência em Saúde – IBES) por oferecer, no segmento de atendimentos médicos domiciliares, serviços com a qualidade das normas e padrões definidos pelo Sistema Brasileiro de Acreditação e pelo Manual Brasileiro de Acreditação.

Conheça mais sobre a Imperial Home Care: https://www.imperialhomecare.com.br

Você também pode entrar contato agora mesmo! Clique aqui e fale conosco.

Imperial Home Care: Acreditados por atender sua família com muito Amor!

Compartilhar este Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *